ETERNA CHAMA

Os homens vem e vão
Como sombras que se apagam,
A canção de amor que te entrego
Penetra a tua alma, essa unção de amor.

Tu chegas, é tarde.
À luz brilha em noite escura
E os homens prosseguem.
Que é feito de nós,
Só tu mesmo o sabes.
Que é feito de mim,
Somente sei no amor
A que me entrego.
Apenas busco as memórias
Esquecidas. Esse alvorecer
De uma nova vida.
Apenas sonho esse verdor que é puro.
Deito-me por entre essas folhas cálidas,
E sou toda em chamas.
Ninguém nos vê, nesta dor tão pura
E somente o sabes o que digo:
Somos dois a viver, somos uma só
Procura. E correm os anos como
Correm eternas chamas.
Das cidades que vi, das nações que conheci,
Só tu o sabes, de tudo que a minha alma invade.
Ao ver esse céu estrelado, sinto mais o amor com
Que me amas e ao recordar a nossa vida,
Sinto-me queimar em eterna chama.
A vida, eu sei, é todo feita de amor,
É uma canção amena, é o frescor da flor
Em seu leito de açucenas.
Eu sei, e sinto por toda a humanidade
Um querer que me chama a compor
Da saudade que sinto, as alegrias que
Trago do infinito.
Sei que me amas e sei que te amarei como
Amarei a todos e a tudo.
Esse amor é tudo nesta noite serena.
Essa promessa que não me faz sentir
Tão pequena.
Guarda de mim, essa eterna chama.

Espírito: Gabriela Mistral.
Médium: João Senna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *